Jirau: construtora acusada de assédio moral

A Construtora Camargo Corrêa, uma das empresas do consórcio Energia Sustentável do Brasil (ESBR), que constrói a usina de Jirau, no rio Madeira é acusada pelos operários de desrespeito ao trabalhador. Falta assistência médica e os alojamentos não têm condições mínimas de higiene e habitabilidade.
Mais um impacto dos muitos que foram desconsiderados no processo de licenciamento ambiental das hidrelétricas do Madeira. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Belo Monte, Mariana e Brumadinho

Ferrogrão: consolidando a invasão da Amazônia – Parte 1

Vale e Flamengo: o mesmo descaso com a vida