Dropes do dia

28 05 08
Aneel


Jerson Kelman disse que o leilão da usina de Jirau não foi para licitar uma obra e sim uma concessão. Constam, no entanto, as coordenadas de localização tanto na licença prévia como no edital para a construção das obras civis da usina de Jirau. EIA/RIMA para concessão?

Ministério de Minas e Energia

O Ministro Edison Lobão disse que os incidentes de Belo Monte não deverão atrapalhar a proposta para mudança da localização do projeto de Jirau, no rio Madeira. Aneel e Ibama vão decidir.

Suez


Os “novos” estudos ambientais já serão apresentados ao Ibama no início de Junho. Já expuseram à Aneel os motivos da pretendida mudança de Jirau e agora, parece, é a fase de convencimento da sociedade, dos ambientalistas, do IPHAN, das populações locais, da equipe técnica do Ibama, etc.


Antes, ainda, terão que convencer que o Complexo do rio Madeira deverá ser construido...


Nas notícias veiculadas depois do leilão de Jirau divulgou-se que a economia com a mudança de sua localização seria de 1 bilhão de reais; esta semana (com a inflação anunciada pelo governo), a tal economia já subiu para 3 bilhões de reais!

PBA de Santo Antônio


No Plano Básico Ambiental - PBA da usina de Santo Antônio consta que haverá um desequilíbrio sedimentológico no estirão a jusante da barragem e que isso criará uma alteração da declividade média do rio.


Essa condição poderia provocar mais assoreamento com graves conseqüências para a navegação.


Estranho é que a ex-Ministra Marina Silva, na sua entrevista de despedida tenha dito que tinham resolvido os problemas dos sedimentos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pesadelo ambiental brasileiro

Povo Munduruku representado em Berlim: "A luta é de todos nós!"

Brasil em chamas