Vale do Javari: lavra garimpeira de ouro ilegal

Pesquisa de Telma Monteiro



Rio Quixito e rio Itaquí, com 9 mil ha, no Vale do Javari, de Permissão de Lavra Garimpeira (PLG), de ouro, concedida pela Agência Nacional de Mineração (ANM). Essa permissão foi dada na região de faixa de fronteira e Terra Indígena (em rosa no mapa). À direita no mapa pode-se ver processo minerário de Nióbio em sobreposição à Terra Indígena. 

 

Processo da COOGAM na Agência Nacional de Mineração (ANM), para o Vale do Javari

Em lilás a Permissão de Lavra Garimpeira em Atalaia do Norte, Vale do Javari

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Belo Monte: vazão do rio Xingu não dá para operar as turbinas

Mineração e desmatamento na Amazônia: consequências de uma política de destruição e o exemplo da mineradora Belo Sun

Pesadelo ambiental brasileiro